Já está disponível para download o livro “JORNALISMO, MÍDIA E SOCIEDADE: AS EXPERIÊNCIAS NA REGIÃO TOCANTINA”,  uma obra que reúne 19 artigos que resgatam um pouco da história da mídia da cidade de Imperatriz (MA) nos diferentes suportes: TV, Rádio, Papel (jornal e revista ) e Internet.

Entre os artigos ali disponíveis podemos encontrar, por exemplo, a história dos primórdios da mídia digital da cidade (artigo de minha parceria com Sara Batalha), um relato curioso sobre o perfil do jornalista (Willian Castro), como os cidadão lembram da implantação da primeiroa emissora de rádio da cidade (Nayane Brito) entre outros.

Além da grande contribuição de contar e registrar as origens da mídia na cidade, o livro também permite conhecer diferentes perspectivas de pesquisa na área da Comunicação, sendo, portanto, também uma chance de aprender sobre como fazer estudos na área com distintas ferramentas e abordagens. Há estudos quali e quantitativos, técnicas de história oral, entrevista de profundidade, estudos de caso, observação participante, levantamentos documentais etc.

Organizado pelo professora do curso de Jornalismo da UFMA de Imperatriz, Roseane Arcanjo em parceria com os ex-acadêmicos do curso Nayane Brito, Rodrigo Nascimento Reis e Thays Assunção, a obra reúne pesquisas que em boa parte das vezes foram resultado de Trabalhos de Conclusão (TCCs). Sendo assim, os artigos mesclam assinaturas de professores, alunos e ex-alunos da instituição.

Baixe o livro em PDF clicando aqui.

Confira os títulos dos artigos

  • A participação da mulher nas rádios de Imperatriz – Sara Cristina da Silva Ribeiro Rádio Missão FM: pioneirismo e fé nas ondas comunitárias – Ângela Maria Barros Almeida O que eles lembram? Rádio Imperatriz e a memória dos ouvintes – Nayane Cristina Rodrigues de Brito
  • A conotação no fotojornalismo: o impeachment de Jackson Lago no Jornal O Progresso – Marcus Túlio Borowiski Lavarda e Layane do Nascimento Ribeiro
  • Igreja Católica e questão agrária: a representação das fontes no jornal Sinais dos Tempos – Denise Cristina Ayres Gomes e Pollyana da Silva Galvão
  • Infâncias de papel: perfis de infância no jornal O Progresso – Leide Silva Oliveira Alves
  • Família, trabalho e fama: a representação da mulher nas revistas de colunismo social de Imperatriz-MA – Marcos Fábio Belo Matos e Letícia Maciel do Vale
  • Apontamentos sobre as primeiras revistas de Imperatriz-MA – Lorrane Maria Clemente de Araújo Alvarenga, Margaret Valente Pereira, Thays Assunção Reis e Irisvânia Pinheiro da Silva
  • Entre a realidade e o jornalismo: a construção do homicídio no jornal O Progresso – Denise Cristina Ayres Gomes e Larissa Pereira Santos
  • Ditadura, censura, resistência e desafios do jornal O Progresso de 1970 a 1985 – Marco Antônio Gehlen e Alanna Ferreira Guimarães
  • TV Difusora Sul: as práticas jornalísticas na década de 1990 – Roseane Arcanjo Pinheiro e Paula de Társsia de Sousa Santos
  • Jornal da Diocese: A produção da notícia na TV católica de Imperatriz – Marcelli Alves e Douglas da Silva Aguiar
  • Plugado na rede: levantamento apresenta os primórdios da mídia de Imperatriz na Internet – Thaísa Bueno e Sara Batalha
  • Vida breve: trajetória e análise do site Do Minuto – Rodrigo Nascimento Reis, Esaú Maia Moraes e Paula de Társsia Santos
  • O perfil do jornalista de Imperatriz nas emissoras de televisão, rádio e jornal impresso – William Castro Morais
  • O que é que o Mercadinho tem – Alexandre Zarate Maciel e André Wallyson Ferreira da Silva
  • Piquiá de Baixo: luta pela dignidade, luta pela vida – Deylanne da Silva Santos e Jhene Silva Assis Morro das Ilusões: a chegada do sinal de TV em Imperatriz – Walison Silva Reis e Maria das Dores de Almeida Silva