Circula pelas redes sociais uma mensagem com supostas novas regras para as eleições municipais deste ano, por causa da pandemia da Covid-19. O texto indica que pessoas com mais de 60 anos, que estão no grupo de risco, terão exclusividade no início da manhã para votar. Também afirma que será obrigatório levar caneta, título de eleitor, carteira de identidade e máscara na seção eleitoral no 1º turno.

A informação analisada pela Lupa é falsa. O horário das 7h às 10h não é exclusivo, mas apenas preferencial para a votação para pessoas com mais de 60 anos. Isso está descrito na página 10 do Plano de Segurança Sanitária – Eleições Municipais de 2020, apresentado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE). As diretrizes foram elaboradas por especialistas da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), do Hospital Israelita Albert Einstein e do Hospital Sírio-Libanês. O Tribunal Regional Eleitoral de Minas Gerais (TRE-MG) inclusive já havia desmentido a informação.

O objetivo dessa nova regra é estimular eleitores fora da faixa etária de risco da Covid-19 a não irem votar nas horas iniciais das eleições. Acompanhantes ou outros eleitores com menos de 60 anos que chegarem aos locais de votação entre 7h e 10h não serão impedidos de votar, mas deverão aguardar ao final da fila ou em fila separada, respeitando a preferência dos maiores de 60 anos.

“O projeto Democracia Digital é uma iniciativa da Lupa, do Instituto de Tecnologia & Equidade (IT&E) e do Movimento de Combate à Corrupção Eleitoral, com apoio do WhastApp e dos Tribunais Regionais Eleitorais de todo o Brasil. As checagens produzidas são distribuídas gratuitamente a rádios e TVs universitárias do país, com apoio do Instituto Brasileiro de Ensino, Desenvolvimento e Pesquisa (IDP).”

Curso de Jornalismo da UFMA-Imperatriz junto com a Agência Lupa contra a desinformação

#Jornalismo #Comunicação #Informação #Desinformação #FakeNews #Eleições #Eleições2020 Agência Lupa